quinta-feira, 28 de junho de 2007

O ataque das listas

Matthew Felling, em seu blog na CBS, diz que o verão americano é a temporada das listas na imprensa dos EUA. “Os 100 melhores”, “As 30 mais”... Sempre que falta assunto, pimba, tiram uma lista do colete e colocam na pauta. No Brasil é assim?

7 comentários:

fernanda disse...

mas eu acho que as pessoas gostam. Tipo a capa da MOJO (td bem, é inglesa) desse mês: "the 100 Records that changed the world". Eu gosto, rs.

Ricardo Lombardi disse...

a verdade é que todo mundo gosta de uma lista (principalmente para discordar dela)....

chrys disse...

Eu adoro listas, ainda mais quando elas vêm com números inesperados: "11 lições de não sei o quê...", "17 coisas para fazer antes de alguma outra coisa..."... Fico achando que é a mais pura verdade.

Ricardo Lombardi disse...

mas é verdade! rs

madame disse...

Isso é técnica de revista feminina: fazer listas com números ímpares sempre chama mais a atenção.
Como pauta não é muito criativo, mesmo, mas deve dar um trabalhão (pelo menos para fazer bem feito), e acho que dá uma bela leitura, mesmo.
Olha só o como aquele livro "1000 lugares" vende bem...

Ricardo Lombardi disse...

números ímpares? por que?

madame disse...

o comentário da chrys aí em cima responde a essa pergunta lindamente. :-)